O fluxo é interrompido pelo olhar de esguelha de um curioso desconfiado. A mente tramita quase que maquinalmente uma forma de capturar os estados de dispersão de um ser cósmico marcado por chispas indecentes. Tento me desvencilhar da rede que me prende e flutuar pelo caminho suave, mas o domínio da razão é pérfido demais e me questiono sobre o melhor a ser feito. Ponderação. O horóscopo me diz para ter, e eu nem levo tão a sério. Mas dessa vez esse é o caminho. Eu tento não reprimir a corrente que esvai d'alma e do corpo dolorido. Eu tento transformar sucata em ouro ou algo precioso. Da tensão e do desespero constante tento extrair o melhor. Boa sorte para mim, boa sorte para você. Que meus passos saiam nas marcas certas por hoje, amanhã e depois. Que eu receba como prêmio aquele corpo quente no fimdesemana para acalmar meu coração supra inquieto...

Comentários

Postagens mais visitadas